Branco. 3ª-feira da 18ª Semana    Tempo Comum

S. João Maria Vianney Presb, memória

 

1ª Leitura - Nm 12,1-13

O mesmo, não acontece com o meu servo Moisés,

como com os outros profetas.

Como, pois, vos atreveis a rebaixar o meu servo Moisés?

Leitura do Livro dos Números 12,1-13

Naqueles dias:

1      Maria e Aarão criticaram Moisés

por causa de sua mulher etíope.

2      E disseram:

'Acaso o Senhor falou só através de Moisés?

Não falou, também, por meio de nós?'

E o Senhor ouviu isto.

3      Moisés era um homem muito humilde,

mais do que qualquer outro sobre a terra.

4      Então o Senhor disse a Moisés, Aarão e Maria:

'Ide todos os três à Tenda da Reunião'.

E eles foram.

5      O Senhor desceu na coluna de nuvem,

parou à entrada da Tenda, e chamou Aarão e Maria.

Quando se aproximaram, ele lhes disse:

6      'Escutai minhas palavras!

Se houver entre vós um profeta do Senhor,

eu me revelarei a ele em visões

e falarei com ele em sonhos.

7      O mesmo, porém, não acontece com o meu servo Moisés,

que é o mais fiel em toda a minha casa!

8      Porque a ele eu falo face a face;

é às claras, e não por figuras, que ele vê o Senhor!

Como, pois, vos atreveis a rebaixar o meu servo Moisés?'

9      E, indignado contra eles, o Senhor retirou-se.

10    A nuvem que estava sobre a Tenda afastou-se,

e no mesmo instante, Maria se achou coberta de lepra,

branca como a neve.

Quando Aarão olhou para ela

e a viu toda coberta de lepra,

11    disse a Moisés: 'Rogo-te, meu Senhor!

Não nos faças pagar pelo pecado

que tivemos a insensatez de cometer.

12    Que Maria não fique como morta,

como um aborto que é lançado fora do ventre de sua mãe,

já com metade da carne consumida pela lepra'.

13    Então Moisés clamou ao Senhor, dizendo:

'Ó Deus, eu te suplico, dá-lhe a cura!'

Palavra do Senhor.

 

 

Salmo - Sl 50, 3-4. 5-6a. 6bc-7. 12-13 (R. Cf. 3a)

R. Misericórdia, ó Senhor, porque pecamos!

 

3      Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! *

Na imensidão de vosso amor, purificai-me!

4      Lavai-me todo inteiro do pecado, *

e apagai completamente a minha culpa!       R.

 

5      Eu reconheço toda a minha iniquidade, *

o meu pecado está sempre à minha frente.

6a    Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, *

e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!   R.

 

6b    Mostrais assim quanto sois justo na sentença, *

6c    e quanto é reto o julgamento que fazeis.

7      Vede, Senhor, que eu nasci na iniquidade *

e pecador minha mãe me concebeu.    R.

 

12    Criai em mim um coração que seja puro, *

dai-me de novo um espírito decidido.

13    ó Senhor, não me afasteis de vossa face, *

nem retireis de mim o vosso Santo Espírito! R.

 

 

Evangelho - Mt 15,1-2.10-14

'Toda planta que não foi plantada

pelo meu Pai celeste será arrancada'.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 15,1-2.10-14

 

1      Naquele tempo, alguns fariseus e mestres da Lei,

vindos de Jerusalém,

aproximaram-se de Jesus, e perguntaram:

2      'Por que os teus discípulos

não observam a tradição dos antigos?

Pois não lavam as mãos quando comem o pão!'

10    Jesus chamou a multidão para perto de si

e disse: 'Escutai e compreendei.

11    Não é o que entra pela boca que torna o homem impuro,

mas o que sai da boca, isso é que torna o homem impuro.'

12    Então os discípulos se aproximaram e disseram a Jesus:

'Sabes que os fariseus

ficaram escandalizados ao ouvir as tuas palavras?'

13    Jesus respondeu:

'Toda planta que não foi plantada pelo meu Pai celeste

será arrancada.

14    Deixai-os! São cegos guiando cegos.

Ora, se um cego guia outro cego,

os dois cairão no buraco.'

 

Palavra da Salvação.

Buscar

Paroquia Imaculado Coracao de Maria
Rua Orestes Bongiovani, numero 10, Sao Silvano, Colatina - ES
CEP 29703-110 Fone: (27) 3721-2075
PASCOM - Pastoral da Comunicacao picmaria.com