COMUNIDADE SÃO CAMILO DE LÉLLIS

 

A Comunidade São Camilo de Léllis nasceu por volta do ano de 1995. No primeiro ano de sua existência, os moradores tinham que improvisar o local de suas orações, novenas, terços e até mesmo algumas celebrações da Palavra, que ocorriam nas ruas, sob as árvores, em baixo dos postes de luzes, casas e terraços. Às vezes, tinham que mudar de local devido à fraca iluminação. Por esse motivo, tornava-se alvo de gozação por parte de outras pessoas que ali passavam e não conseguiam entender que Deus e seu preciosíssimo filho, Jesus Cristo, estão em todos os corações de quem tem fé. Muitas vezes, a comunidade fraquejou e desistiu, passando a frequentar a Comunidade de São Francisco de Assis, por ser uma comunidade já estruturada e de fácil acesso.

Dentre as pessoas que estavam à frente da Comunidade, e se empenhavam para o seu crescimento estavam:Luzia Barreto, que assumiu a responsabilidade de ser a primeira Coordenadora da Comunidade, juntamente com outras pessoas que formaram o conselho, Ângela, Dona Lorde, Lúcia e James. Essas pessoas improvisavam um Altar para a celebração com uma mesa de cozinha.

A primeira Missa foi celebrada pelo Vigário, Padre Orlando Rodrigues, no ano de 1997. Dona Filomena (Loló), era a primeira Ministra Extraordinária da Sagrada Comunhão, e nos trouxe, não somente Jesus Eucarístico, mas também pessoas como Ronaldo, Zezé, Estela e irmã Cristina para ajudar nas Homilias das Celebrações. A segunda missa foi celebrada pelo Padre Félix.

Após essas duas missas, os moradores ora desanimados, se sentiram motivados aumentando as participações e empenho nas Celebrações da Palavra, Missas, Procissões, Terços e Círculos Bíblicos.

Após muitas tentativas e orações, o Padre Fernando Antônio da Paixão, então Pároco, viu a necessidade de se criar uma Comunidade e construir uma capela no bairro para atender aos moradores, mas faltava um terreno...

...O mesmo, foi doado pela a família Marino com a ajuda da Senhora Nega Menegatti.


Conforme consta na ata do dia 12 de fevereiro de 1997, o Pároco, juntamente com o povo, reuniu-se em Assembleia Ordinária, para discutir sobre a construção da igreja. Nesse dia, formou-se uma comissão de obras para construção do templo. A inauguração da pedra fundamental deu-se no dia 14 de fevereiro do mesmo ano.

No começo, houveram muitos problemas e desafios a serem superados. Por esses e outros motivos, as obras ficaram paradas por um longo tempo.

 

Posteriormente, em 1998, assumiram a Coordenação a senhora Ângela Maria Alves e Beto e, como Tesoureiros, o senhor Osmar Pinheiro e Dona Helena Pinheiro, ainda, foram formadas as pastorais:

Liturgia: Rita;

Dízimo: Nani;

Coral : Dona Fia, Céia, Meire, Lúcia, Tereza, Loló e Neuza;

Arrumação da Missa: Lúcia;

Coordenador da Catequese: Rita;

Batismo: Luzia e Paulo Sérgio;

Pastoral da Oração: Maria e Maria da Penha;

Pastoral da família: Luzia, Paulo Sérgio, Tereza e Jair;

Pastoral da juventude: Celinho, Edelsivano e Célia.

 

Nesta época, a Comunidade ainda não tinha nome e, por esse motivo, durante uma da missa do vigário padre Orlando, o mesmo, pediu a Comunidade que escolhesse o Padroeiro. Posteriormente, em 1995, foi sugerido pelo Padre Fernando Antônio da Paixão, o nome de “RAINHA DA PAIXÃO”.

Em 2003, durante uma missa celebrada pelo Padre Mário Petrica, o mesmo, perguntou sobre o nome da Padroeira, ao que a comunidade respondeu “Rainha da Paixão”. Padre Mário disse que não conhecia nenhuma Santa por esse título, depois disto, os moradores se interessaram em saber sobre a história dessa Santa.

Após muitas pesquisas na internet e em outros meios, nada foi encontrado sobre esta denominação, então o Conselho, que já havia sido formado, decidiu procurar o Pároco e relatar o fato.

Houve uma reunião com o Padre Carlos Meneghetti, juntamente com o Padre João Carlos para decidir sobre a escolha do nome da Padroeira. Dentre as pesquisas do nome, descobriu-se que havia um Santo de nome São Camilo de Léllis, (Padroeiro e protetor especial dos enfermeiros e das enfermeiras de todo o mundo). A aceitação do nome foi unânime pelo Conselho e, a partir desse momento, a Comunidade passou a se chamar “São Camilo de Léllis”.

 

Depois disto, aconteceu nova escolha da Coordenação sendo definidos como:

Coordenador geral: Valdir Felicíssimo;

Tesoureiro: José Pereira de Souza e Hildete;

Dízimo: Roberto de Rezende e Robson de Rezende;

Coordenador da Catequese: Marlene Furtada;

Coordenador do Batismo: Maria das Graças Carvalho;

Pastoral da Saúde: Luzia Barreto da Silva;

Ministra da Eucaristia: Marlene Rezende e Lucia Quadras;

Pastoral da Juventude: Lucas, Renan e Robson;

Coordenador da Liturgia: Nilson;

Coordenador do Círculo Bíblico: Rogério de Souza Rezende.

 

Posteriormente, o Senhor Valdir, teve de se mudar, então, a Senhora Ângela Maria Alves, reassumiu o Cargo de Coordenadora.

Juntamente com mais alguns moradores, em sistema de mutirão, resolveu-se construir um cômodo para que fosse feita a catequese e a celebração da palavra aos domingos.

Logo em seguida, o Senhor Edergino Marcos assumiu a Coordenação. Ele tinha o coração cheio de planos para levantar o templo, mas, por motivos pessoais, se viu obrigado a mudar de Colatina. Diante deste fato, assumiu a Coordenação, o Senhor Luismar de Sousa Rezende.

O senhor Luismar, ficou na coordenação de 2003 à 2011. Nesse período, conseguiu através de promoções, Festas do Padroeiro, arrecadações de Dízimo e ofertas, juntamente com a comunidade, levantar o tão sonhado templo.

Hoje, a igreja está em plenas condições de uso. Após tantos anos na Coordenação, o Senhor Luismar, sentiu a necessidade de deixar o Cargo. O pároco na época, Padre Luiz Cláudio, apoiou e pediu que fosse marcada uma reunião com o Conselho da comunidade para a formação de uma nova coordenação.

Aos 16 de novembro de 2011, às 19.30 horas, na Comunidade São Camilo de Léllis, reuniram-se em Assembleia geral ordinária, os membros do Conselho. Conforme consta na ATA, a reunião contou com a presença do Pároco, Padre Cláudio. O mesmo, solicitou ao Senhor Luismar de Souza Rezende que fizesse a indicação de nomes, aos membros do Conselho e da comunidade, para que fosse feita uma nova eleição que definisse quem seriam os novos coordenadores das pastorais e que os mesmos deveriam assumir a partir de janeiro de 2012.

Os nomes indicados foram aceitos por unanimidade ficando, os cargos, definidos da seguinte forma:

Coordenador geral da Comunidade: Senhor Elizeu Chaves;

Secretária: Sebastiana Delôgo Roas  (Tiana);

Vice Secretária: Rosângela Dantas (Kéia);

Primeiro Tesoureiro: José Pereira;

Segundo Tesoureiro: Rogério Rezende;

Contadores de Dízimos e Ofertas: Denílson dos Santos Dias, José Milton Bento, Marlene Furtado Rezende, Gracilene da Penha Bento (Lena) e Hildete;

Pastoral familiar: Marivaldo Aurélio Couto e Josiane Correia dos santos Couto;

Ministra Extraordinário da Sagrada Comunhão: Marlene Furtado Rezende;

Pastoral do Batismo: Rosangela Dantas e Mara;

Catequese: Gilcéia Maria Meireles;

Crisma: Gilcéia Maria Meireles;

Coordenadora da Liturgia: Zélia A. Rossi Rangel;

Pastoral do Dízimo: José Milton Bento

 

Dentre os momentos marcantes nessa comunidade, destacam-se ainda

 

A Coroação de Maria - Sempre no mês de Maio;

 

A festa do Padroeiro São Camilo de Léllis – Comemorada no dia 14 de Julho, aniversário de sua morte. No ano de 2012, a festa ocorreu nos dias 13,14 e 15 de Julho, com movimento de barracas, show e quadrilha organizada pelos jovens da Comunidade.

Neste ano, esta data tornou-se ainda mais especial, pois, após a missa solene, realizada pelo Pároco, Padre Eraldo Furtado de Oliveira,  inaugurou-se a Capela do Santíssimo Sacramento da Eucaristia. Tal acontecimento, significa um marco histórico frente ao crescimento e participação da Comunidade.

 

Com a devida atenção ao Código de Direito Canônico, segundo o capitulo II Cân. 934-944, no que se refere aos cuidados, sua chave foi entregue a Ministra Extraordinária da sagrada Comunhão, Dona Marlene Furtado Rezende. Este espaço, ficará à disposição da igreja e dos fiéis, cujos cuidados e zelo, ficarão a cargo dos Ministros Da Eucaristia.

“São Camilo de Léllis, rogai por nossos doentes e enfermos”.

 

Buscar

Paroquia Imaculado Coracao de Maria
Rua Orestes Bongiovani, numero 10, Sao Silvano, Colatina - ES
CEP 29703-110 Fone: (27) 3721-2075
PASCOM - Pastoral da Comunicacao picmaria.com