Comunidade Nossa Senhora da Penha

 

         A Comunidade foi constituída no início de 1990, quando a partir do mês de maio daquele ano, os membros da comunidade iniciaram na Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria da Luz Gotti os primeiros encontros religiosos. Com a presença do Padre Sinval, Irmã Rafaela e a força de vontade do povo se iniciaram os trabalhos, distribuição de tarefas e as pastorais. A primeira missa foi celebrada no dia 17 de junho de 1990 pelo Padre Sinval e com a presença da Irmã Rafaela, naquela missa abençoada, participaram ainda, cerca de 200 pessoas, nesta data ainda, foram formadas as primeiras pastorais.

         No mês de março de 1991, o Prefeito daquela época, autorizou a Comunidade a tomar posse de um lote situado à Rua Henrique Beletable, mas que, devido a Lei Orgânica do município, o imóvel seria doado para laser e não para a construção da igreja.

         Já no mês de setembro de 1991, após reunião do conselho comunitário com alguns vereadores e com o Prefeito em seu gabinete, foi determinado que o imóvel fosse desintegrado da posse da Comunidade, uma vez que, se o órgão público fizesse a doação, teria a obrigação também para com outras Entidades religiosas, e então, os encontros passaram a ocorrer novamente na EMEF Maria da Luz Gotti.

         Em seguida, os encontros religiosos passaram a acontecer no terraço da casa da Dona Amália, conhecida como Dona Nicota.

         No mês de novembro de 1991, após reunião com Padre Sinval e Irmã Rafaela, foi aprovada a compra do imóvel na Rua Anízio Souza Passos, para a construção do tão sonhado templo. O pagamento foi feito com a soma de recursos da Comunidade, doação do Padre Sinval e outra parte doada pela Mitra Diocesana de Colatina. Neste local foi construído um barraco para os encontros religiosos.

         Já, aos 17 de agosto de 1992, Padre Sinval, depois de ter conhecimento da insatisfação quanto ao local da construção do templo, suspendeu todas as atividades pastorais da comunidade por tempo indeterminado.

         Em 17 de setembro de 1992, o imóvel doado pela prefeitura foi documentado como pertencente à Comunidade, e para não perder a posse mais uma vez, foi decidido que seria construído o Centro Comunitário.

         No mês fevereiro de 1993 foi construído um templo medindo 35 m² no lote doado pela prefeitura na administração anterior, sendo celebrado no local a primeira missa pelo Padre Sinval no dia 25 de março de 1993, acontecendo logo em seguida movimentações de barracas. Neste mesmo local seria construída futuramente a igreja definitiva sob a responsabilidade do senhor José Salvador.

Aos 18 de março de 1993, Padre Sinval, Bispo Diocesano e Conselho Econômico Paroquial decretaram a venda do imóvel adquirido para a construção do templo na rua Anízio de Souza Passos.

Após esse período, a comunidade desenvolveu diversos eventos para angariar fundos para construção da igreja definitiva.

         Em 28 de abril de 1996, foi celebrada a missa do lançamento da pedra fundamental pelo Padre Fernando Antonio Paixão, com a presença dos membros das comunidades vizinhas e do coral da Comunidade Matriz.

         No mês de junho de 1998, Padre Felix, fez a doação de um anel e um brinco de ouro e Padre Fernando doou 5.000 lajotas, para auxiliar na construção do templo. Em janeiro de 1999, foi lançado o livro de ouro para angariar fundos para a construção do templo.

Após diversas doações procedeu-se a construção do templo definitivo e aos 13 de maio de 2000, às 19 horas, foi celebrada pelo Padre Fernando Paixão a missa de inauguração da igreja da Comunidade no local onde ela existe hoje, sendo realizada também a coroação em homenagem a Nossa Senhora da Penha.

         A escolha do padroeiro ficou entre São Judas Tadeu e Nossa Senhor da Penha, sendo Nossa Senhora eleita pela comunidade.

 

         Durante a história da Comunidade aconteceram alguns eventos de grande importância:

 

- A Primeira festa da Padroeira da Comunidade foi em 12, 13 e 14 de abril de 1991.

 

- Em fevereiro de 1998 houve a visita do Estandarte de Jesus Cristo que percorreu grande parte das residências da Comunidade.

 

- Em outubro de 1998 aconteceu a visita do Símbolo do Espírito Santo que percorreu as ruas com uma grande participação dos membros de nossa Comunidade, e, após a celebração foi realizada uma procissão até a Comunidade de Vila Amélia onde foi entregue o símbolo.

 

         Em maio de 2012 ocorreu a visita da imagem peregrina Nossa Senhora Aparecida.

 

Até o ano de 2012 a comunidade já possuiu 05 Coordenadores, sendo eles:

Primeiro Coordenador: Tadeu Luiz Scotá;

Segundo Coordenador: José Savaldor;

Terceiro Coordenador: José Luiz Gonçalves Gramelick;

Quarto Coordenador: Davi Antonio Tamanhão;

Quinto e atual Coordenador: Mário Thomazi Freire.

 

 

A Comunidade não pode deixar de citar em sua história as famílias que contribuíram com sua fundação:Bianchi, Fuzari, Cazaroto, Silvestre, Sfalcini, Martins, Walger, Maia, Cabral de Souza, Radaeli, Savaldor, Gastaldi

 

E citar os fundadores das pastorais:

Pastoral Familiar: Ademar de Paulo Silva e Sandra Helena Guidoni Silva;

Pastoral Bíblica: Eliazar de Souza Sfalcini, Deosdete Camilo e Hermes Gastaldi;

Pastoral da Juventude: José Maria Strelow;

Pastoral Litúrgica: Eny Cazaroto, Rosani Pratissoli e Ana Cristina de Souza;

Pastoral do Batismo: Aristides Cabral de Souza, Darcy Dias de Souza, Alicino Fuzari, Orlandina Marta Scalar Fuzari e Iranilda Souza dos Santos;

Pastoral da Saúde: Iranilda Souza dos Santos e Guiomar Azeredo Carvalho;

Pastoral do Dízimo: Tadeu Scotá, José Salvador de Lorenci, Hermes Gastadi, Natal Fuzari e Eliazar de Souza Sfalcini;

Pastoral Vocacional: Soraia Dias de Souza e Rosani Pratissoli;

Pastoral da Limpeza: Michela Dias de Souza;

Pastoral da Esperança: Izaura Santana.

 

Hoje, os coordenadores das pastorais estão dispostos da seguinte forma:

Ministra da Eucaristia: Elizabeth Deleposte Freire;

Pastoral da Criança: Gleice de Oliveira Rocha;

Pastoral do Dízimo: Maria José Tesch Gramelick;

Pastoral do Batismo: José Luiz Gonçalves Gramelick;

Pastoral da Saúde: Terezinha Gumieiro Walger;

Pastoral da Liturgia: Mônica Aparecida Sperandio Dalto;

Catequese: Vera Lúcia Goddi;

Pastoral da Misericórdia: José Luiz Gonçalves Gramelick;

Liga Católica: Valdenir Fontes.

 

Atualmente (16 de Dezembro de 2012, data de lançamento deste site) a Comunidade tem encontro marcado as:

·        Terças-feiras: 19h30min - grupo de oração

·        Quartas-feiras: 19h00min - terço e catequese

·        Quintas-feiras: 19h00min - adoração ao santíssimo

·        Sábados: 19h00min - celebração da palavra ou missa

·        Domingos: 08h00min - celebração da palavra ou missa

 

Buscar

Paroquia Imaculado Coracao de Maria
Rua Orestes Bongiovani, numero 10, Sao Silvano, Colatina - ES
CEP 29703-110 Fone: (27) 3721-2075
PASCOM - Pastoral da Comunicacao picmaria.com