Padre Henrique participou do encontro municipal da Secretaria de Educação, que contou com a participação de 1.200 professores da rede, na noite de quarta feira (22/03), na Arena North Star, representando o Bispo Diocesano de Colatina. Em seu pronunciamento, Padre Henrique foi aclamado quando ressaltou a nobreza do magistério e a contraditória desvalorização da classe. Confira o discurso na íntegra:

“Saúdo as autoridades constituídas do Executivo e Legislativo presentes, as autoridades religiosas, na pessoa da Professora Jussara Richa, todos os secretários municipais presentes e, com muito afeto todos os profissionais da educação, protagonistas dessa noite!

Não sei das razões que levaram Dom Wladimir a incumbir-me essa missão, de se fazer representado por mim. Hoje, nosso bispo não pôde estar presente por força de um compromisso fora da cidade, mas sintam-se por mim e por ele abraçados e abençoados, pela nossa presença e comunhão.

Lembro-me do clássico romance “Os Maias”, quando logo no início da trama, Eça de Queiroz, faz o Barão recomendar às religiosas educadoras de seu filho, que ele se torne ‘sábio por amor à Sabedoria, justo por amor à Justiça e honrado por amor à Ética’. Cremos ser essa a grande aspiração educacional de nossos tempos, num retorno aos grandes valores.

Na tradição Católica, sempre é representado iconograficamente, nas nossas Academias, e aqui me lembro da Capela Universitária da PUC – Paraná, o Cristo “Pantocrator”, representado sentado no trono, tendo o mundo sob seus pés e o livro aberto nas mãos com as letras alfa e ômega, como que expressando que Ele é que detém todo o conhecimento, é a fonte de toda Sabedoria.

De fato, uma coisa é o conhecimento, a outra a sabedoria. Podemos, de um lado, encontrar pessoas que têm muito conhecimento, mas não têm Sabedoria, são inconsequentes, fazem sempre tudo errado e, de outro, pessoas que nunca foram à escola, mas que têm uma Sabedoria de vida imensurável. Digo isso, porque o conhecimento nos chega pela técnica, mas a verdadeira Sabedoria vem de Deus. E é por isso tão louvável começar o ano escolar buscando essa sabedoria do alto.

O Pastor Coronel Barcelos foi muito feliz na escolha do trecho do Evangelho de São Mateus, onde Jesus elogia os bem-aventurados (Cf. Mt 5, 1-12) porque parece que Jesus está dirigindo aos bem-aventurados professores que são “pobres”, “que choram”, que são “mansos”, que têm “fome e sede de justiça”, que “sofrem perseguições”, que “constroem a paz”......

Perdoe-me, o deputado federal presente, mas tenho que tocar essa ferida: o que o nosso Brasil precisa não é de uma REFORMA PREVIDENCIÁRIA. O Brasil precisa é acabar com a corrupção, com os ‘foros privilegiados’... E, se me permitem: se existe uma classe que hoje mereceria um foro privilegiado é a dos educadores. Não para esconder mazelas, mas por terem o mérito de serem formadores de um povo, de uma nação. Por isso, considero muito importante essa noite celebrativa, porque os educadores são os protagonistas para um Brasil diferente. Que o Senhor nos abençoe! Amém.”

Pe. Henrique Evangelista, C.P.

Buscar

Paroquia Imaculado Coracao de Maria
Rua Orestes Bongiovani, numero 10, Sao Silvano, Colatina - ES
CEP 29703-110 Fone: (27) 3721-2075
PASCOM - Pastoral da Comunicacao picmaria.com